Páginas

Noite





a Noite caminha embriagada e louca
na escuridão
quer um ponto de apoio
não acha
não tem luar
a Noite esfria
chora
chove sobre a cidade
a Noite está só
a Lua negou-lhe companhia
o Sol há muito já se pôs
a Noite está sozinha
ouvindo o som dos bichos
ouvindo buzinas
tem música em algum lugar
longe
a Noite não alcança
mas vê nas casas
as pessoas e seus pesadelos
se enternece
e vaga a procura de abrigo
a Madrugada chega sempre atrasada
quando o bandido já assaltou
quando o casal já se separou
quando a criança jaz morta
e alguém já está doente
ou tentou se matar
anoitece
por sobre os muros

e chove

6 comentários:

Pedrita disse...

eu gosto bastante da noite, mas tb adoro dormir. beijos, pedrita

CotidiAmo disse...

A noite pode ser mais escura que o abismo...
beijos

Sérgio Franck disse...

Tremendo! Mas, não de frio. A propósito, que foto heim!

Marcos Miorinni disse...

Noite, frio e belas palavras, o que mais ... ah me aproveitei da noite rs
e peguei emprestado o banner e o link luso pode !?
A primeira parte é verdadeira, mas com relação ao empréstimo
estou me sentindo um golpista rs, bjs, Marcos

Marcos Miorinni disse...

Oi Dri, desculpe pelo incômodo;
mas criei outro blog e tive que mudar
o foco dos mesmos, obrigado pela compreensão, bjs.

Lord of Erewhon disse...

Bem poderia publicar esse n'O Bar: é belíssimo.

Beijinho.

P. S. Aqui: http://renascimentolusitano.blogspot.com/2008/10/notcias-de-vera-cruz-nazar-pereira.html - a música deixou de funcionar... Se encontrar no youtube me diga, que eu coloco lá.