Páginas

Rede Vermelha

Embalo-me na rede vermelha


Sinto-me dentro de um coração


Os sulcos do tecido conduzem


O fluxo sangüíneo


Às artérias confusas


dos meus pensamentos


Eu me cubro


o coração está frio


Eu me encolho quando me sinto só


A rede de carne para dormir


No ritmo cardíaco


Seja apenas


Solidão.


Nenhum comentário: