Páginas

Universo Particular



Os olhos fecham-se para o quarto
E todo um universo se insinua dentro da mente
Estrelas transmutam-se enquanto eu sou cadente!

Abstraio-me do calmo ambiente
Vago entre esferas coloridas reluzentes
Há no meu universo mais estrelas que gente!

Caudas de cometa entrelaçadas às pernas
Anéis de Júpiter entre os dentes
O sol tão distante e imponente!

Expande-se esse universo constantemente
Nenhum ser vivente pode visitá-lo como pretende
Há muitos mistérios na minha mente!

10 comentários:

Pedrita disse...

gostei do poema, das ilustrações e da diagramação do post. esse livro da sontag eu não li. beijos, pedrita

instantes e momentos disse...

parabens pelo blog.
Lindo tudo aqui.
Tenha um belo final de semana.,
Maurizio

MEUS TEXTOS disse...

Bela viagem Drica,
boa semana
e que borbulhem os poemas.
beijos
simone

Sérgio Franck disse...

Oi, Primavera. Ficou muito legal a junção do lindo poema com as imagens.

Maça!

bjo.

Sérgio Franck disse...

Desculpe, mas... Massa! srrss

acqua disse...

Passando por aqui para ler-te, saber-te e viajar com você através de suas palavras. Belo poema...

Ps. Aproveito também para convidá-la a participar da Blogagem Coletiva que estou propondo “Abre Aspas”… Vamos espalhar a poesia pela blogosfera no dia 27 de outubro. Beijos meus

Lord of Erewhon disse...

Nem adivinho bem o motivo inconsciente, mas fiquei a pensar nos Natais da meninice, com as tias na cozinha a fazer os doces da festividade... Decerto um paraiso perdido da masculinidade.

Dark kiss.

Madalena Barranco disse...

Olá Adriana,

Que coisa mais linda!! Senti-me uma estrela inserida no microcosmo da alma humana... Imagens & palavras que versejam sobre a vida verdadeiramente fantástica. Amei!

Beijos meus e da turma das criaturas fantásticas do blog Morango.

O BAR DO OSSIAN disse...

O BAR DO OSSIAN agradece o apoio. Em breve abriremos as portas.

Abraço lusitano!

Klatuu Niktos, Lord of Erewhon

Pandora disse...

Hola, Adriana:


Feliz Navidad


Pandora