Páginas

Encontro com a poesia

Vou adiar meu encontro

Hoje com a poesia

Minha amiga inseparável

O mundo é hostil

Tenho de atender ao seu

Bruxuleante sinal

Para discutir coisas fúteis

E resolver assuntos que

Pra mim, não são importantes

Não demoro, prometo

Embora seja urgente

Quebra-cabeças da vida

Com bilhões de peças

Soltas, espalhadas no ar

Mas não posso desistir

Agora que estou só

Agora que cresci e estou só

À hora do cansaço

Voltarei para o aconchego

Das palavras doces

De meus poetas preferidos.

2 comentários:

acqua disse...

Acho que voltei no tempo, diante de um pequeno livro com versos novos e um oceano de possibilidades...
Abraços meus

Ps. Dia 30 tem Coletânea Artesanal novamente, o tema é "Femina". Aguardo a sua participação.

Ps2. E lá no Zine Lapa tem uma promoção interessante, não tanto pela promoção, mas muito mais pela curiosidade das participações: "O seu jeito femina de ser". www.zinelapa.wordpress.com

Beijos daqui

Annabel M. Z. disse...

Aquí estoy, intentando entender tu precioso idioma y tus preciosos poemas.
Cariños desde el otro lado del océano.